sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Novo Padrão Ethernet 802.3-2012 de 100Gbps

Olá Pessoal.

O padrão Ethernet é indiscutivelmente uma das tecnologias mais consolidadas não só da área de redes, mas da computação! São poucas as tecnologias de computação que tiveram essa sobrevida de quase 30 anos como acontece atualmente com a tecnologia Ethernet. 

Essa tecnologia foi originalmente idealizada na tese de doutorado de Robert Metcalfe (fundador da 3Com) enquanto trabalhava nos laboratórios da Xerox. Ele queria encontrar uma solução para conectar computadores em rede local e idealizou que um barramento comum compartilhado entre todas as máquinas era a maneira mais natural de fazê-lo. Por isso as primeras redes locais empregavam o CSMA/CD como método de acesso ao meio (inteligência) e tinham topologia física de barramento, sendo que os cabos coaxiais de 50 Ohms eram utilizados como meio de transmissão.

A tecnologia idealizada por Metcalfe foi padronizada pelo IEEE (Institute of Electrical and Electronic Engineers) em 1985, sob a denonimação IEEE 802.3, para viabilizar a conectividade de máquinas no contexto de uma rede local (LAN). Durante todos esses anos essa tecnologia passou (e continua passando) por um processo constante de evolução.

As evoluções mais conhecidas depois do Ethernet tradicional (802.3) foram os padrões 802.3u (Fast-Ethernet), o 802.3z (Gigabit-Ethernet com Fibra Óptica) e o 802.3ab (Gibabit Ethernet com Par-Trançado). Apesar desses três padrões serem os mais conhecidos, há inúmeros outros que descrevem características técnicas importantes.




A padronização mais recente é o IEEE 802.3-2012, publicada em setembro de 2012. A última revisão completa havia ocorrido em 2008, por isso o objetivo de trabalhar nessa recente padronização foi atender às novas demandas e aplicações do mercado, como eficiência energética, redes veiculares, ambientes de data-center e distribuição de conteúdo, aponta matéria recentemente publicada sobre o assunto que vocês podem acessar na íntegra através do link: http://theinstitute.ieee.org/benefits/standards/expanding-ethernet

O novo padrão opera com taxas que variam de 40 a 100 Gbps! O vice-presidente do grupo de trabalho do IEEE, Wael William Diab, explica: "A relevância do padrão IEEE 802.3 está sendo expandida em termos de velocidade associada à largura de banda e no que diz respeito às mídias de conexão (interfaces)".

O próximo objetivo a partir de agora é trabalhar na busca por um novo padrão com taxas de transmissão de 400 Gbps!!!  Ainda segundo a matéria, D'Ambrosia, presidente do grupo que trabalha no desenvolvimento de altas velocidades, confirma que há consenso de que a próxima taxa de transmissão padronizada pela tecnologia Ethernet será 400 Gbps.

D'Ambrosia diz: "Essa velocidade é o próximo passo lógico e leva em consideração o custo e outros fatores econômicos. O pensamento consensual do grupo é que 400 Gbps é a velocidade correta". D'Ambrosia prevê que em março devemos ter novidades sobre esse novo padrão que busca por 400 Gbps.

Essa é uma boa oportunidade para ressaltar publicamente minha profunda admiração pelo Robert Metcalfe, definitivamente um dos nomes mais importantes da nossa área. Ouço muitos alunos falando de Steve Jobs, Bill Gates, Linus Torvalds, Mark Zuckemberg e outros, mas são raras as vezes que ouço falar do Metcalfe. É inegável que cada um desses nomes teve uma contribuição importante para a computação, mas não se esqueçam de que a tecnologia idealizada pelo Metcalfe está presente em praticamente todas as casas e empresas para fins de conectividade LAN. Aliás, agora mesmo vocês estão utilizando essa tecnologia para ler esse post! Pensem nisso...

Abraço.

Samuel.

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Desculpa, quis dizer postagem, essas sugestões do Ipad, rsrsrs

      Excluir
  2. Realmente, nos esquecemos de grandes nomes e de grande ajuda para nosso desenvolvimento tecnológico.

    ResponderExcluir
  3. como o Sr. disse, são nomes importantes contudo de grupos diferentes e esses nomes estão na mídia, por isso são citados pela maioria.
    eu também não ouço falarem de Jon Maddog o idealizador do software livre, ou Lerry Wall o criador do Perl, ou até mesmo de Dennis Ritchie, criador da linguagem C, contudo foram contribuições importantíssimas, mas as pessoas não se interessam pelos criadores nem por tais histórias.

    Parabéns Professor, ótimo artigo.

    ResponderExcluir